segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

About.Me




Filipe Lopes 

Play Bleu, natural de Braga, inicia a sua formação com o curso de multimédia na Escola Profissional de Braga (1996). Posteriormente frequentou o curso de fotografia na Escola Artística em Vila Nova de Cerveira(1999), completando a sua formação com o curso de multimédia na Escola Artística e profissional Árvore no Porto (2005).
A sua atividade profissional de uma forma geral sempre esteve relacionada com o design, fotografia e o vídeo, refletindo-se em variados trabalhos de publicidade (tanto de produtos como de serviços), assim como projetos individuais que começou a tornar públicos através da criação do blog Play Bleu. Este foi o meio que encontrou para partilhar, publicitar, conhecer pessoas e Instituições com as quais se identificava e desta forma criar parcerias de trabalhos, projetos e ideias.
Destaca-se a parceria de projetos com a Escola Arte Total, que lhe proporcionaram a oportunidade de trabalhar, no âmbito das Guelras com vários coreógrafos de referência nacional e internacional, entre eles: Maria Inés Villasmil, Valentina Parravicini; Peter Micahel Dietz, Romulus Neagu, Paulo Henrique, Carlota Lagido, Gabriela Barros, etc. e a realização/criação do vídeo do espetáculo Escadas Zero no Theatro Circo em Braga.
 A convite da Fundação Calouste Gulbenkian, Instituto Camões e Casa de Portugal, apresentou em conjunto com o coreógrafo/bailarino Paulo Henrique um projeto em Paris, nesse mesmo ano ganhou o prémio Criatividade/Shair, do festival Fast Forward (Braga 2014).
Em 2016 teve o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, com o projeto Rui(n)do, em conjunto com a coreógrafa/interprete Valentina Parravicini e o músico Fernando Ramalho apresentado no espaço Karnart (Lisboa) e em S. Paulo (Brasil).
Participou no Castelo de ARTES - Encontros de Castelo Branco, numa residência artística com Peter Dietz, no qual resultou a exposição “Green Man”. Este projeto financiado pelo c.e.m - centro em movimento e pela Câmara Municipal de Lisboa, foi apresentado na livraria Ferin em Lisboa no âmbito do Festival Pedras´17.
Em 2017, criou um novo projecto OFFTRACK (vídeo e música) com o músico Rui Dias que foi apresentado no GNration dentro da iniciativa Ocupa #2, financiado pelo GNRation e pela produtora AUAUFEIOMAU.
Apresentou ainda o projecto Away na Casa de Portugal em Paris, com o músico Bruno Azevedo, financiado pelo c.e.m - centro em movimento e pela Câmara Municipal de Lisboa.